Director Carlos Rosado de Carvalho

Governo prevê nova emissão de 2 mil milhões USD em "eurobonds" este ano

Governo prevê nova emissão de 2 mil milhões USD em "eurobonds" este ano
Foto: Lídia Onde

Analistas mostram-se surpreendidos com nova aposta na colocação de dívida soberana em USD dada a "envolvente externa pouco favorável", o que que poderá traduzir-se em taxas de juro mais elevadas.

O Estado vai avançar este ano com uma nova emissão de "eurobonds" de cerca de 622,2 mil milhões Kz, o equivalente a 2 mil milhões USD, correspondentes a 31% dos empréstimos externos que o Governo prevê angariar este ano, de acordo com o Plano Anual de Endividamento (PAE) 2019 a que o Expansão teve acesso.

A concretizar-se esta nova operação, significará que no final deste ano Angola terá "vivos" cerca de 6,5 mil milhões USD de "eurobonds". Actualmente, as "yields", indicador da taxa de juro a que os investidores estão dispostos a financiar o Estado, encontram- se nos 7,381% para maturidade a 10 anos (operação de 2015) e de 8,99% para uma maturidade a 30 anos (operação de 2018) - ver gráfico.

Analistas consultados pelo Expansão mostraram-se surpreendidos com esta aposta numa nova emissão de divida em moeda estrangeira, considerando que, nesta fase, existe uma "envolvente externa pouco favorável" devido ao aumento das taxas de juro nos EUA e na Europa, mas também pelo risco que representa investir em dívida pública de um país com uma dívida tão elevada como a angolana. É que maior risco significa maiores taxas de juro. (...)

(Leia o artigo integral na edição 509 do Expansão, de sexta-feira, dia 1 de Fevereiro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i