Director João Armando

João Lourenço anula concurso que atribuiu 4.ª operadora à Telstar

 
João Lourenço anula concurso que atribuiu 4.ª operadora à Telstar
Foto: César Magalhães

[Actualizada] O Presidente João Lourenço acaba de anunciar a anulação do resultado do concurso público internacional para a atribuição do Título Global Unificado (TGU) para a quarta operadora de telecomunicações em Angola, vencido pela empresa angolana Telstar-Telecomunicações, Lda.

Segundo uma nota da Presidência da República, a empresa vencedora não apresentou "balanço e demonstrações de resultados e declaração sobre o volume global de negócios relativo aos últimos três anos", como impunha o caderno de encargos.

Neste cenário, "com vista a assegurar um processo limpo e transparente", é anulado o resultado do Concurso Público Internacional e "o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha, deve, no prazo de 30 dias, instruir o expediente necessário à formalização de abertura de um novo concurso."

Na quarta-feira, apesar da polémica e das dúvidas levantadas sobre a transparência do processo, o ministro garantiu que o concurso foi "transparente" e não comentou as razões pelas quais a MTN desistiu do processo, alegando que só a multinacional africana pode dizer "as razões por que desistiu".

Na mesma data, o PCA da Telstar, Manuel João Carneiro, afirmou, durante um evento realizado pela Angola Cables, no Brasil, que as críticas ao processo "não afligem" e garantiu que a nova operadora "vai diferenciar-se dos concorrentes pela inovação e baixa de preços".

Notícias relacionada:
Entrega da 4.ª licença à Telstar envolta em polémica
Inacom anuncia esta sexta-feira a quarta operadora
Empresa angolana de 200 mil Kz é candidata única à 4.ª operadora

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i