Director Carlos Rosado de Carvalho

Auditoria chumba relatório do BNA e Massano envia ao PR

Auditoria chumba relatório do BNA e Massano envia ao PR
Foto: Quintiliano dos Santos

Governador do BNA, José Massano, remeteu há duas semanas o relatório e contas de 2016 ao Presidente da República, João Lourenço, para apreciação. Os membros do Conselho de Auditoria interna do banco central recusaram "passar" o relatório devido aos alegados "gastos excessivos" expressos no documento.

Os membros do Conselho de Auditoria interna do Banco Nacional de Angola (BNA) negaram certificar o Relatório e Contas do banco central referente ao exercício económico de 2016, devido a alegados "gastos excessivos" expressos nos documentos, apurou o Expansão junto de fontes do banco central.
De acordo com as fontes, o governador do BNA fez esta revelação em jeito de desabafo na cerimónia de tomada de posse da directora do Departamento de Gestão de Risco e Compliance do BNA, Elisabete da Costa Cristelo, que foi reconduzida no cargo.
Apesar da recusa dos membros do Conselho de Auditoria em certificar os documentos disponibilizados pelo Conselho de Administração e pelo Departamento de Contabilidade e Finanças, José de Lima Massano, encaminhou, há duas semanas, o relatório ao gabinete do Presidente da República, João Lourenço, para apreciação. Mesmo apesar de os auditores alegarem que ocorreram gastos desnecessários em 2016 e que o documento foi "mal elaborado".
O Expansão solicitou esclarecimentos sobre o assunto ao BNA e à Presidência da Republica, mas não obteve resposta até ao fecho de edição.

(Leia o artigo na integra na edição 469 do Expansão, de sexta-feira 20 de Abril de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i