Primeira PCA na banca com missão de sanear o BCI para privatização

Primeira PCA na banca com missão de sanear o BCI para privatização

Ministra das Finanças vai buscar administradora do Banco Prestígio para liderar o segundo maior banco público do País, numa semana marcada por exonerações e nomeações, com danças de cadeiras à mistura em empresas e instituições do Estado.

A nova presidente do Conselho de Administração (PCA) do Banco de Comercio e Indústria (BCI), Zenaida Ramos Zumbi, terá a tarefa de sanear a instituição bancária, preparando o banco para a futura privatização, defendem especialistas.

Nomeada e empossada esta semana, a primeira mulher a presidir um banco no País, deverá liderar esta instituição, num mandato de cinco anos, coincidindo com o período predefinido para a privatização deste activo do Estado.

O BCI faz parte da primeira fase de privatizações previstas pelo Executivo que fica concluída em 2022. O Expansão apurou que o Banco entra no caminho das privatizações no próximo ano. Até lá, a equipa de Zenaida Zumbi tem que colocar o banco no "caminho certo" para que o Estado não perca dinheiro na sua privatização, como tem acontecido com outras empresas públicas já privatizadas ou em processo de privatização.

Jurista de formação, a PCA admite que o primeiro desafio é resolver a questão do crédito mal parado avaliado em mil milhões Kz, maioritariamente disponibilizados ao abrigo do extinto programa Angola Invest.

"O banco vai fazer uma análise mais aturada e estruturada em termos de balanços, para aferir as rubricas onde incidem os prejuízos, garantiu a nova "mulher forte" do Banco de Comércio e Indústria, após a sua tomada de posse. (...)


(Leia o artigo integral na edição 549 do Expansão, de sexta-feira, dia 8 de Novembro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i