Kwanza deprecia 2% face ao dólar e euro no espaço de uma semana

Kwanza deprecia 2% face ao dólar e euro no espaço de uma semana
Foto: ARQUIVO
EXPANSÃO

Se há uma semana comprar um dólar no mercado oficial custava 572,47 Kz, na última quarta-feira para a mesma moeda as pessoas tinham de gastar mais 12,1 KZ.

A moeda nacional depreciou 2%, entre 20 e 27 de Maio, elevando assim o custo da moeda norte-americana, no mercado oficial, para os 584,667 Kz, ou seja, mais 12,1 Kz do que na semana anterior.

No mesmo período, o Kwanza também caiu 2,2% face ao euro, já que comprar a moeda da União Europeia custava, há uma semana, 626,51 Kz e esta quarta-feira, dia 27, cada euro passou a valer mais 15 Kz do que no período anterior, ou seja, 641,20 Kz.

Já na rua, o preço médio para a compra do dólar esteve fixado nos 725 Kz, originando um gap de 24% face ao preço praticado pelo mercado formal de moeda estrangeira.

Por sua vez, um euro foi vendido na quarta-feira, no informal, a 772,5 Kz. Face à taxa praticada pelo mercado formal, o diferencial fixou-se 20,3%.

Entre as principais justificações da subida sucessiva das taxas de câmbio, analistas e técnicos de bancos consultados pelo Expansão apontam a crise do sector petrolífero, que reduziu as receitas em moeda estrangeira ao país.

Aliás, o próprio o Banco Nacional de Angola (BNA) reconheceu, em resposta a questões do Expansão, que a redução das receitas da exportação petrolífera, cujo preço tem vindo a diminuir, tem afectado a disponibilidade de moeda estrangeira que tende a ser menor. "É também muito importante lembrar que o país não controla o preço nem a produção deste produto sobre o qual depende quase unicamente para as suas receitas de moeda estrangeira", apontou o BNA. (...)


(Leia o artigo integral na edição 576 do Expansão, de sexta-feira, dia 29 de Maio de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i