Director Carlos Rosado de Carvalho

Sonangol põe fim ao diferendo com a Cobalt

Sonangol põe fim ao diferendo com a Cobalt
Foto: Lídia Onde

Petrolífera diz que acordo com a Cobalt International Energy vai ajudar a concessionária nacional a poupar 2,2 mil milhões USD, bem como a restaurar a imagem da Sonangol e do País junto das instâncias petrolíferas e financeiras internacionais.

A Sonangol e a norte-americana Cobalt assinaram esta semana um acordo com vista a resolver todas as disputas entre as duas companhias petrolíferas que permitirá a transição dos interesses participativos da Cobalt nos blocos 21/09 e 20/11 para a concessionária nacional por 500 milhões USD. Porém, a resolução da disputa está "refém" à aprovação pelo Tribunal de Falência dos Estados Unidos, admitiu o presidente do Conselho de Administração da Sonangol, Carlos Saturnino.

Depois de um braço-de-ferro" de dois anos, definiu-se que até dia 23 de Fevereiro de 2018 a Sonangol deverá pagar à Cobalt 150 milhões USD "não reembolsável", ao passo que os restantes 350 milhões USD deverão ser entregues até ao dia 1 de Julho de 2018, indica uma nota da Sonangol enviada ao Expansão.

Segundo uma outra nota da Sonangol, o acordo firmado entre as duas petrolíferas vai permitir à Sonangol poupar 2,2 mil milhões USD, "dado que eram poucas as possibilidades de se ganhar a causa em arbitragem judicial internacional". Por outro lado, a petrolífera nacional garante que os dois blocos adquiridos oferecem enorme potencial comercial.

"O acordo restaura a imagem da Sonangol e do País junto das instâncias petrolíferas e financeiras internacionais e, consequentemente, cria novas bases para aquisição de investimento estrangeiro", destaca a Sonangol em comunicado.

(Leia o artigo na integra na edição 453 do Expansão, de sexta-feira 22 de Dezembro de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i