Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Opinião

Não se deixe enganar pelo mercado

Opinião convidado

A dura verdade sobre a negociação nos mercados financeiros é que aquilo que é levado a acreditar que é importante, geralmente não é assim tão importante quanto pensa. Os aspectos mais importantes da negociação raramente são discutidos em profundidade e apenas parecem confundir a essência do trading.

Tenha em conta que esta é uma indústria em que, num bom ano, entre 20% a 30% das pessoas que tentam negociar no longo prazo ganham realmente dinheiro no final do ano. Contudo, se analisarmos aqueles que investem com instrumentos alavancados no curto prazo, a percentagem de sucesso cai para o intervalo entre os 1% e os 5%.

Quanto menor for o prazo de uma operação, mais próximo os investimentos em bolsa estão de um "jogo de soma zero". Portanto, no final de contas, para que a maior parte dos investidores de retalho perca dinheiro em bolsa, quem é que ganha? Os traders profissionais e institucionais. Estes são os que mais lucram e são a sua concorrência. Desse modo, fazem de tudo para garantir que nem todos saibam a realidade do trading.

A realidade do trading nos mercados é que quase tudo é enganoso e contraintuitivo de alguma forma. É um universo em que está a competir contra qualquer investidor, inclusive contra si mesmo - muitas vezes o adversário mais difícil de todos.

Quando começa a investir nos mercados financeiros, é normal que se concentre demasiado em encontrar a estratégia ideal. Esse desejo/ambição não é apenas culpa sua. A indústria do trading é responsável por vender o "sonho" e fazer acreditar ao mais pequeno investidor que poderá viver disto, vendendo estratégias de trading e descurando a gestão monetária e a psicologia de mercado que são o mais importante.

Os pontos a seguir são alguns dos aspectos mais enganadores da negociação, combinados com algumas soluções para ajudá-lo a não ser vítima deles.

1.º É fácil entrar num trade, difícil é sair

Há muitos factores que se deve considerar quando se planeia sair de um trade, mas para a maioria dos traders esta é apenas uma reflexão tardia.

Uma das razões pelas quais os traders são tão facilmente enganados por esse problema de sair de um trade é que tudo o que é realmente ensinado e discutido na comunidade dos mercados financeiros, são estratégias para entrar, as quais não enfatizam a importância da saída.

Na verdade, um trader pode ganhar dinheiro de forma constante, mesmo com uma estratégia de entrada totalmente aleatória. Agora, isso não significa que a entrada não seja importante, significa é que a estratégia para sair de um trade é muito mais importante, pois o dinheiro é ganho ou perdido no fecho de uma posição, e não na entrada, ao contrário da opinião geral.

2.º Cuidado com o que parece ser "óbvio" no trading

Quem controla os mercados? Todas as pessoas que os compõe. Contudo, as que têm mais dinheiro têm mais controlo do que as restantes. E essas pessoas fazem sempre o mesmo? Não, para que isso aconteça, todos os participantes no mercado necessitariam de repetir com uma precisão de 100% o que fizeram no passado e isso não acontece. Por isso, podemos e devemos considerar os movimentos dos preços aleatórios.

Dada a aleatoriedade do mercado, cada trade é único e sem qualquer relação com trades feitos anteriormente. Desse modo, apesar de ser normal começar a entusiasmar-se com os primeiros ganhos que vá tendo em bolsa, o que não deve acontecer é assumir que no futuro tem a certeza do que vai acontecer.

O excesso de confiança atrapalha aqueles que acreditam ser mais inteligentes e capacitados do que outros. E isso faz com que o investidor acabe por comprar e vender os ativos de forma mais rápida e sem uma análise detalhada.

Exemplo do que pode parecer "óbvio" no mercado?

Um "break-out" de um suporte ou resistência, acontece num momento em que a tendência de curto prazo está mais forte que a tendência de longo prazo, mas isso não significa necessariamente que a tendência de longo prazo tenha mudado. Muitas vezes esses movimentos são aproveitados por parte dos "big players" para arranjarem contraparte de modo a executarem as suas posições dada a convicção de muitos investidores de retalho nas suas análises. Por isso o meu conselho é que em condições normais seja sempre céptico, mas em situações óbvias seja ainda mais.

3.º A quantidade é mais importante que o preço

Não existem "fórmulas mágicas" ou "bolas de cristal" que permitam prever com exactidão os acontecimentos futuros em bolsa, mas também não é preciso nada disso para ser bem sucedido nos mercados financeiros. Quem acha que o importante é adivinhar máximos e mínimos para ganhar dinheiro, está redondamente enganado.

Primeiro precisa de ser um trader mais defensivo do que ofensivo. A maioria dos traders começa com uma mentalidade muito ofensiva, quer admitam isso ou não. Lá está, o tal sonho que é vendido leva muitos investidores iniciantes a pensarem que com uma conta de 5000 EUR vão poder deixar os seus trabalhos e fazer disto vida. Tenho a lamentar e a informar que isso não é real.

Ao abordar a sua negociação com o objectivo de construir a sua conta lentamente e preservar o seu capital, vai ter uma probabilidade muito maior de lucrar a longo prazo. O seu objectivo tem de passar por ser sustentável e consistente, e não em ganhar apenas o próximo trade. E para se ser consistente, é mais importante entrar com a quantidade correcta do que entrar a um bom preço. Para descobrir qual a quantidade "certa" para ser sustentável, terá de se focar na gestão do risco.

4.º Não há nenhum atalho para o sucesso no trading

Talvez mais do que qualquer outro aspecto discutido neste artigo, ser enganado pela indústria do trading sobre "atalhos" para o sucesso e pela obsessão do "dinheiro rápido" é provavelmente o aspecto mais perverso e predominante.

Sem tentar parecer um "pessimista em série", a verdade sobre a negociação é muito diferente do que é retratado nos media financeiros e na maioria das fontes de educação sobre trading.

O verdadeiro "atalho"

Além do principal conselho que dou sempre aos meus alunos para não complicarem demasiado as análises e de se focarem mais na gestão monetária, aquilo que pode estar mais próximo de um "atalho" é acelerar a sua aprendizagem e formar-se junto de profissionais sérios. Contudo, independentemente da metodologia que vier a aprender, ninguém lhe poderá garantir ganhos no trading...e se o fizerem é porque estão a mentir. Lembre-se que ganhar dinheiro no trading não é difícil, difícil é fazê-lo de forma consistente e sustentável.

Conclusão

Os aspectos que descrevi neste artigo, são normalmente descobertos após algum tempo a negociar, depois de já ter perdido mais dinheiro do que aquele que gostaria de reconhecer.

Infelizmente, as decepções na negociação são reais e podem ter um enorme impacto negativo se não estiver ciente disso. O que acha que é o certo a fazer, muitas vezes é o mais errado, e onde acha que se deve focar é muitas vezes o menos importante. É uma combinação da indústria que o prepara para falhar, além de que negociar é simplesmente algo difícil de dominar.

No entanto, lembre-se que de forma lenta e constante vai atingir os seus objectivos. A negociação não é um sprint, mas sim uma maratona e precisa estar devidamente preparado para isso. Terá de se controlar, tal como faz um atleta da maratona. Se gastar todo o seu dinheiro logo nas primeiras operações, não vai ficar o tempo suficiente no mundo da bolsa para atingir os seus objectivos.

*Fundadores da Air Trading