Saltar para conteúdo da página

EXPANSÃO - Página Inicial

Angola

UNITA não aceita resultados e pede comissão para comparar actas-síntese

Reacção aos dados provisórios

Adalberto da Costa Júnior diz que a UNITA não aceita resultados, falou em três casos em que as votações poderão não estar correctas, mas apelou à calma e pediu aos seus militantes para confiarem na direcção do partido no tratamento desta questão.

O presidente da UNITA fez uma declaração, sem direito a questões dos jornalistas, onde reforçou que não reconhece os resultados, falou em três casos em que a votação paralela do partido não está de acordo com os números CNE - em Luanda, Moxico e Cuanza Sul - e propôs a criação de uma comissão internacional para comparar as actas síntese que tem em seu poder e aquelas que estão na CNE.

Não explicou qual serão os próximos passos do seu partido, se irá fazer estas reclamações junto do da CNE, se irá pedir a impugnação das eleições, ou mesmo se irá tomar uma ou outra qualquer medida prevista na Lei Eleitoral. Como sabemos, estes protestos quando não respondidos de forma suficiente por parte dos subscritores, seguem para contencioso eleitoral. Por isso há que esperar pelas próximas horas para perceber como a UNITA irá proceder com as provas que diz ter em sua posse.

Destacar também o apelo da Adalberto da Costa Júnior à tranquilidade da população e dos seus militantes, pedindo que estes confiem na direcção da UNITA na resolução deste problema e que não o façam nas ruas. Estamos a falar ainda de resultados provisórios, sendo que enquanto decorrem estas reclamações não haverão resultados definitivos.